quinta-feira, 31 de julho de 2014

Nosso trailer!!!

Meninas para comemorar o acordar do Diário de uma Bride vamos ver o Trailer do meu vídeo de casamento é só clicar no link!!!

http://vimeo.com/101024780

Saudade de vocês!

Minhas amadas e queridas amigas, algumas continuam com o sonho de casar, outras continuam noivas esperando o grande dia chegar e especialmente as que já são senhoras e disse SIM eu aceito, meu sincero abraço de saudade.
Peço mil desculpas para as minhas queridas amigas que casaram e infelizmente não pude acompanhar seu grande dia.
A vida de casada não é fácil e se vocês lembram tenho três empregos (Julius mode On) que impossibilitam que eu faça novas postagens e principalmente acompanhar o blog de vocês.
 Vou tentar fazer um post por mês e comentar o blog de vocês uma vez por semana, prometo!!!
 Eu estava olhando aqui nos meus posts e morrendo de saudade de toda aquela adrenalina, sufoco e ansiedade, a contagem para o grande dia. Era mágico.

Em poucos dias completaremos 1 ano e 8 meses de casados e digo para vocês CASEM vale a pena é muito bom ter nossa casa, nossa rotina, nossas fugas da rotina, e principalmente um grande amor para quem a gente quer voltar quando estamos na rua. 

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Estamos no Vida de Noiva (que luxo)

Para TUDO! Estamos em um dos melhores blogs sobre casamento!!! 
 A minha querida amiga Bruna abriu um espaço em seu lindo blog Vida de Noiva para contar um pouquinho sobre meu casamento, fico muito feliz por que eu sei que a Bruna tem um super faro para postar as melhores inspirações e ela postando o meu casamento me deixa muito envaidecida.
Além de um blog super fofo, minha amiga Bruna comanda a Loja Virtual mais badalada do mundo dos casamentos a Worspite Noivas que é maravilhosa, meninas da uma olhada lá e aproveitem os lindos mimos da Bru!
Obrigada Bruna!!


terça-feira, 25 de junho de 2013

Estamos no blog Noivas da Carol!!

Se tem uma coisa que sempre terei saudades na minha época de noiva são das tardes que passei no Atelier da Carol Hungria. Nossa como era bom eu me sentia uma estrela de Hollywood com todas as atenções para mim. 
A Carol Hungria é uma Fofa muito meiga, guarda tudo o que a gente fala e reproduz nos lindos vestidos sua equipe é inesquecível todos os paparicos que uma noiva quer é dado no Atelier Carol Hungria.
E para minha felicidade estamos nas páginas do blog Noivas da Carol êeeee!!! Estou muito feliz, queria que cada uma de vocês fosse tão bem tratadas como eu fui, então gente clica aí e aproveitem para olhar outras obras de arte da Carol.


Beijos meninas!!


sábado, 22 de junho de 2013

Selinho 11 perguntas.

O Diário de uma Bride ganhou mais um selinho esse foi dado pela Nise do Sim...Eu aceito. e pela Daniele do A espera do grande dia
Olha o selinho aí!


Lindo né?
Vamos aos tramites.

Quem receber o selinho deve: 

- Falar 11 coisas sobre o próprio blog;- Responder 11 perguntas feitas pelo blog que te indicou;- Desenvolver 11 perguntas para os blogs indicados responderem.- Escolher 11 blogs com menos de 200 seguidores;- Avisar aos escolhidos.


11 coisas sobre o Diário de uma Bride

1-Começou por ser uma “modinha”.
2-Descobriu que é uma ferramenta.
3-Meu marido é mais blogueiro do que eu.
4-Não tem fins lucrativos.
5-Teve um papel importantíssimo no meu casamento.
6-Tentamos postar somente o que nos envolve diretamente.
7-É simples.
8-Não postamos nada sem referência.
9-Sempre retribui os comentários e os seguidores.
10-Tem o nome e o layout de Diário justamente para fazer essa função.
11-Já fomos plagiados inclusive no texto (muito feio isso)


11 perguntas criadas pelo ...Eu Aceito


1-O que o blog significa pra você?
R: O Diário de uma Bride é uma parte da minha memória, nele tem anotado cada momento da minha ida em direção ao altar.



2-Sua família e amigos sabem que você é blogueira?
R: Sabe, e comenta o post pessoalmente quase nunca deixando um comentário no blog.

3-Sobre o que é o seu blog... qual é o assunto principal?
R: Como diz o slogan do Diário: DIÁRIO ONDE POSTAREMOS AS LOUCURAS E OS DESAFIOS DE ORGANIZAR UMA FESTA DE CASAMENTO.

4-Você é casada, noiva ou esta apenas namorando? 
R: Casadíssima.

5-Já foi em algum encontro de blogueira?
R: Sim em três encontros com blogueiras aqui do RJ, foi o máximo.

6-Conhece pessoalmente alguma seguidora do seu blog ou alguma blogueira que você segue?
R: Várias e o mais legal foi ser reconhecida em plena Expo-Noiva em 2012, fiquei toda boba.

7-O que você sente quando percebe que um blog que você seguia foi excluído e a dona do blog não avisou nada antes?
R: Penso que a blogueira, já se realizou.

8-Quanto tempo você consegue ficar sem atualizar o blog?
R: Depende sou professora e sempre estou correndo, pois trabalho em três lugares.

9-Você retribui os comentários do seu blog?
R: Sempre

10-Você passou por algum problema com seu blog (comentários ou críticas ofensivos)?
R: Nunca

11-O que você acha do Blog Sim... eu aceito?
R: Tem tudo para virar Site é criativo e muito ativo, não perco nenhum post.


11     Perguntas para as minhas indicadas.


1-Qual o motivo que te fez criar o blog?
2-Seu Namorado, noivo ou marido te ajuda?
3-Depois da fase casamento o blog ficará ativo?
4-Qual blogueira ou blog que você mais curte? Cite dois.
5-Já foi plagiada?
6-Como você cria seus posts?
7-Quando o assunto é comum na blogosfera como você faz para não criar um post muito parecido com os de outros blogs?
8-Qual é a maior dificuldade no caminho até o altar?
9-De zero a 10 o quanto você se expõe em seus posts?
10- O que te incomoda mais, não conseguir postar ou comentar os posts de outras blogueiras?
11-O que está sendo mais difícil de conquistar na sua saga até ao altar.


terça-feira, 11 de junho de 2013

Relatos da Lua de Mel em Paris ultima Parte

Bom dia Paris!!!!!  Manhã do dia 24 de Dezembro véspera de natal acordei no clima total de natal eu e meu marido ficamos conversando sobre o que estava acontecendo no Brasil. A gente falava que nossas mães deveriam estar no supermercado ou então já estavam na cozinha e aquele cheirinho de comida boa estava em toda a casa.
Depois do nosso momento nostalgia a gente comentou que já estávamos há uns dias sem comprar nada e sair para fazer comprinhas na véspera do natal poderia ser bem legal até por que ficamos em dúvida sobre os horários dos museus etc... Afinal era véspera de natal. Lembramos que nas nossas pesquisas ainda no Brasil tinha muita indicação para o outlet La Vallée Village que fica fora de Paris, pegamos nosso fiel mapa e começamos a traçar nossa rota.
Já pensando nas roupinhas que iríamos comprar no outlet saímos empolgadíssimos pegamos o Metrô em direção a Haussmann — Saint-Lazare a mesma que nos leva para a Galerie Lafayette.
Na mesma máquina que compramos os bilhetes para o metrô compramos os bilhetes para o trem que nos levaria para o outlet. (as linhas de trem são chamadas de RER)
Chegamos há estação Haussumann e com a ajuda das placas saímos da estação do metro e entramos na estação do RER, tudo pelo subsolo uma maravilha ninguém percebe aquela movimentação enorme de pessoas. Já na plataforma ficamos de olho em um painel luminoso que indica qual trem esta chegando, pois a mesma estação recebe RERs de diferentes linhas a nossa direção era para Marne-La-Valle e deveríamos descer na estação Chessy.
Enquanto nosso trem (RER) não chegava paramos para comer um croassaint e tomar café para espantar o frio.
O trem chegou e para nosso espanto tinha 3 níveis de altura dentro do trem então poderíamos sentar no terceiro andar, segundo ou primeiro achei o máximo isso.
A viagem seguiu tranquila muita paisagem fascinante eu e meu amor fomos conversando e olhando tudo ao redor e em 40 minutos estávamos preparados para descer na nossa estação a Chessy (que também era a última).
Saímos da estação e esquecemos completamente o que fomos fazer ali, que era ir para o outlet! A estação desemboca direto no portão principal da Disneylândia e automaticamente eu e meu marido fomos abduzidos pelo clima que ali se formava uma mistura de encantamento com admiração e já estávamos nostálgicos por conta do natal quando vimos o Mickey e sua turma fomos arremessados direto para nossa infância e não tivemos como fugir, começamos a caminhar em direção a bilheteria e não tinha mais como voltar estávamos hipnotizados.
Ao passar pelas roletas saímos bem na Main Street que é a rua central da Disney, já munidos com nossos mapas fomos olhando e fotografando loucamente tudo o que dava.
Dentro do parque não vemos as caixas de som por que elas são camufladas, mas sempre tem uma perto de você tocando umas músicas que nossa memória reconhece por que vimos tantos desenhos Disney na infância que estando ali e ouvindo essas músicas dava a impressão que estávamos dentro de um desenho.
Ainda na Main Street fomos gentilmente colocados nas calçadas e a rua foi isolada e mais que de repente começou a tocar uma música natalina e podemos ver que ao longe vinha uma parada, um desfile dos nossos queridos personagens.
O desfile prosseguiu e passou por nós quase todos os personagens dando tchau, mandando beijinhos e com isso me desprendi dos meus 30 anos e voltei para meus 7 aninhos.
O desfile passou e algo prendia meu olhar mais que qualquer outra coisa: Ele gigante e rosa o castelo da Bela Adormecida, ai meninas um sonho se realizando finalmente entrei naquele castelo. Depois de atravessar o castelo demos de cara com um enorme Carrossel e assim fomos caminhando, cada região tinha seus brinquedos e lojinhas, andamos em várias montanhas Russas.
Dica, quando comprar o ingresso você pode escolher 1 parque ou 2 parques o quer dizer que quando sair da Disneylândia você pode entrar no outro parque o Studios Disney que é de frente e vale muito a pena conhecer e tem muitos brinquedos irados e mais montanha russa. 
Outra dica importante é adquirir o Fast Pass com esse você fura a fila dos brinquedos sem problema algum evitando ficar muito tempo esperando para brincar.
Paramos para almoçar depois telefonamos para o Brasil afinal era quase natal meu pai não entendeu nada quando disse que estava na Disney, ele me perguntou: Ué você não está na França e agora está nos EUA? Hahha.
Depois que esgotamos todos os brinquedos e cantos saímos da Disneylândia e entramos nos Studios onde o tema é mais ligado aos desenhos animados e filmes, muito lindo, muito bem decorado várias atrações e brinquedos, depois de esgotar todos os cantos do Studios Disney voltamos para a Disneylândia para ver a queima de fogos afinal já era tarde da noite o frio era cruel, mas não tirava a empolgação.
Depois da queima de fogos que foi LINDA pegamos nosso trem e voltamos para nossa querida Paris e o Outlet? Esqueçam o Outlet rsrsrs Prefiro minhas orelhas de Mickey.
Bom voltamos para o Brasil dia 29 de Dezembro ainda aprontamos mais um pouquinho em Paris, mas já passei para vocês as dicas e as furadas de Paris.
Meninas estou encerrando meus relatos sobre a minha Lua de mel foram 10 posts espero que vocês tenham gostado e que eu tenha tirado algumas dúvidas de vocês.

Fico a disposição para ajudar caso vocês precisem. E quando viajar não tenha medo pesquise leiam, pelo menos aprendam o básico da língua do país que vão visitar.
  

esperando o RER

Trem com 3 andares

olhando a paisagem

My love
Vamos entrar!!

Hotel da Disney

Felicidade

Vamos
na Main Street
Olha o castelo

A parada

papai noel

Plutooo

Mickey e Minnie Mouse
Lindo
Crianças novamente

Friooo
cheguei no castelo


almoço

olha a placa indicando o Fastpass émuito melhor compra-lo

o mundo dos filmes


Meu Rei

Rainha

Brinquedo assustador

comprinhas
  
frentista 


Fogos lindoooo


O dono da casa






segunda-feira, 27 de maio de 2013

Relatos da Lua de Mel em Paris parte 9


Bom dia Paris!!!!  Pão com geleia, croasaint, corre lá e pega um expresso por que o dia vai ser pequeno.
Saímos bem cedo em direção a catedral de Notre-Dame pegamos o metrô e fomos fazendo as baldeações e chegamos à estação St. Michel Notre-Dame, vou dizer uma coisa o metrô funciona muito bem só que as estações são bem antigas e não facilitam a vida de ninguém, tem muita escada e em algumas tem que andar por uns 5 minutos para sair de dentro da estação (que é o caso da St. Michel).
Eu pensei que sairia da estação e daríamos de cara com a igreja do famoso corcunda, que nada andamos por dois quarteirões, era domingo de manhã e tinha uma turistada andando feitos loucos.
A catedral estava em festa, estávamos no meio da celebração dos 850 anos de fundação da Notre-Dame, gente imagina uma igreja com 850 anos eu sempre faço uma comparação com o Brasil que tem 513 anos.
O entorno da Notre-Dame estava lotada muita gente não só de turistas, mas os franceses também estavam lá não sei se era por que estávamos no domingo ou por que era aniversário da Notre-Dame (Iniciada sua construção no ano de 1163, é dedicada a Maria, Mãe de Jesus Cristo, daí o nome Notre-Dame – Nossa Senhora).
Com a fila enorme e o aviso gigante dizendo que não poderíamos tirar fotos no interior da Catedral perdemos a coragem de entrar e pensamos se é para pegar fila vamos para Torre Eiffel.
Demos um giro ao redor da Notre-Dame o estilo gótico me deixou muito intrigada, vários gárgulas na fachada confesso que fiquei com medinho rsrs. Difícil não lembrar do corcunda de Notre-Dame.
Fizemos um caminho diferente do que chegamos para poder andar um pouquinho mais pela região demos umas paradinhas nas lojinhas de souvenir e continuamos a margear o rio Sena até que um forte cheiro de lavanda tomou o ambiente era uma loja da L’occitane, me atraiu e fomos lá dar uma olhada (tem várias lojas da L’occitane aqui no Brasil) comprei alguns sabonetes para minha mãe e para minha sogra e uns creminhos.
Já estávamos no metrô e quando foi chegando perto da região da torre onde ele não anda pelo subterrâneo ele anda por um viaduto e aquela cena que vi a noite da torre toda iluminada por lâmpadas dava espaço para a imagem da torre de ferro gigante iluminada pelo sol fraco que aparecia, a noção de tamanho foi dobrada.
Fomos andando para baixo da linda torre e eu estava apertadíssima para fazer pipi e meu marido também, gente culpa do frio que estava demais nesse dia. Até que nos deparamos com uma pequena fila de um banheiro público de cara eu disse que não iria usar aquilo, aí meu marido disse “G” estamos em Paris o banheiro público é parisiense relaxa.
O banheiro era sofisticado demais a cada usuário que saia depois do uso ele fechava a porta e dava para ouvi-lo fazendo a limpeza automaticamente e quando abria a porta novamente estava lá tudo limpinho e cheiroso, um luxo!
Depois da pausa do pipi estávamos preocupados com a famosa fila de 4 horas para subir na torre.
Já debaixo da majestosa podemos observar que a fila nem era tão grande assim e ficamos na fila do pilar norte e que rapidamente estava andando, enquanto a fila andava meu amor foi comprar um chocolate quente para mim por que o frio estava me congelando, a fila vai para um detector de metais e depois para bilheteria.
Na bilheteria você escolhe em subir até a metade ou subir até a metade e depois subir até o topo são bilhetes diferente.
Entramos no elevador e começou a subir, eu já estava eufórica quando a porta abriu que eu vi Paris de cima fiquei emocionada, já tínhamos olhado Paris do alto lá da Sacre Coeur, mas não era a mesma coisa. Estávamos no primeiro piso da torre e já estávamos bem alto e a visão era deslumbrante. Gente o frio aliou-se ao vento e estava terrível. Olhamos tiramos fotos e entramos na fila do outro elevador que leva para o topo, essa fila foi dureza por que o vento estava insuportável, porém, a mente se distraía com tanta beleza.
 A fila foi afunilando em direção ao 2º elevador, ficou meio apertadinho, mas subimos felizes, confesso que fiquei com muito medo estávamos muito alto e o elevador não parava de subir.
Quem é aqui do RJ vai entender o que vou dizer a torre Eiffel tem o dobro do tamanho da torre do Rio Sul.
Chegamos lá no topo a 300 metros de altura, que visão linda eu fiquei muito emocionada, tiramos muitas fotos, namoramos, conversamos muito.  Foi um momento histórico na minha vida, na vida do meu amor e na vida em comum como casal.
300 metros de altura, frio e vento estava muito complicado ficar lá em cima então entramos um pouquinho para área coberta não queríamos ir embora estávamos alucinados com a nossa conquista.
Depois que descemos novamente para o primeiro andar fomos para uma lojinha comprar umas lembrancinhas e depois que chegamos ao térreo ainda ficamos por ali admirando tudo ao redor, foi lindo demais Obriga Deus por tudo que fez por mim e pelo meu marido.
Bom meninas falta um post que é o Natal na Euro Disney e encerro nossa jornada em Paris
Obrigada por ler e comentar se surgir alguma dúvida é só perguntar.
Bjs.

Acho lindo esses ônibus




Estilo gótico
850 anos
Amor com frio
pose para foto

medinho
Parte de trás
cade o corcunda?


cade as flores?
Na fila para subir, muito chocolate quente!!

a torre estava em obra




congelando
primeiro andar e já é alto

Trocadero

Já estava encantada


A estação do metrô é perto dessa ponte aí.

subindo para o topo

zoom

zoom

Como é alto

saí um pouco do vento



o frio matando as plantas


alto demais


Eu e Amor



Nossa plaquinha que estava no carro que me levou para cerimônia
Amamos o passeio



 
;